• Circe Palma

Certezas e Verdades

Atualizado: Out 1

Certezas e Verdades! Julho/20


Estamos aflitos! Confusos também! Há um movimento constante que nos deixa inseguros. Não aponta uma direção. Nossos alicerces, nossos valores parecem ter perdido a nitidez e o significado de certo e errado ficou invisível. Nos sentimos à deriva. Um barco que navega ao sabor das ondas simplesmente. Sejam elas quais forem. As vezes estamos num mar bravio, outras vezes num oceano de calmaria aparente.

O mundo que antes conhecíamos não existe mais e o que se nos afigura a frente, ainda não se mostra como tal. Sentir-se assim num intervalo de tempo, sem que possamos assentar nossas raízes, por certo nos remete a pensar sobre nossas certezas e nossas verdades. Onde estão e quais são?

A mão que busco para meu conforto é desconhecida. Não a posso tocar. O abraço que preciso me é tolhido. A proximidade do outro que me acalma, também não me é permitida. O olhar. Só este me é possível. E no olhar do outro, daquele que também quer se aproximar, tocar, vejo o contraponto da minha própria realidade. Relações rápidas, convivência que não se mantém. Alguns valores já estavam opacos, como admiração, respeito. A verdade não mais residia em cada alma. Não havia permanência no mundo em que vivíamos. Permanência não das coisas, dos fatos, mas dos sentimentos, da sensibilidade, do estar junto. Do outro.

Num exercício dolorido de introspecção, entendo que só tenho o caminho de mim mesma. Olhar para o interior de mim mesma e ver. Ver o que tem na minha essência. Ver o que me impulsiona, de fato, para a vida. Uma visão caleidoscópica se apresenta e nas formas infinitas que se movem diante de meus olhos vejo a verdade que busco. A força do amor. Amor por cada um dos seres humanos com os quais convivo neste planeta. Amor pela vida que me rodeia em todas as formas. Este olhar me mostra o porto seguro onde estão os verdadeiros valores de um bem viver. Entrelaçar as mãos, envolver-se em abraços afetuosos, carregados de energia que vibra na mesma frequência parece ser a verdade, o caminho. Então meu coração se alegra diante da possibilidade de encontrar esta solução. Entendo que devo me entregar a estes sentimentos de carinho, de afeto, se quiser manter viva a minha presença neste mundo.

A verdade do amor é a única certeza que tenho neste momento.





3 visualizações

Contato

circe@circepalma.com

Tel: 55 51 995044421

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone

Parceiros:

as-passeadeiras-logo.png